Tem gente que sabe dizer o que quer escrever, mas só consegue dizer; tem gente que escreve para o leitor adivinho; tem aqueles que acham difícil organizar as informações; há ainda os que escrevem, não convencem, e pensam que o texto ficou ótimo; outros tentam impressionar com palavras “difíceis”. É... escrever um bom texto não é fácil. Mas tem gente que aprende a escrever melhor, seja um relatório, projeto, e-mail para tratar de negócios ou um simples bilhete.

Arquivo da categoria Diário de uma estudante

Um belo exemplo aos jovens!

por Carla Queiroz Pereira em Diário de uma estudante

“Uma garota de 16 anos com cabelos escuros e olhos mais ainda, com covinhas nas bochechas e um sorriso fácil… Pois é, essa sou eu, uma jovem bem comum tirando o fato de ter inúmeras histórias para contar.

Nasci em Pernambuco e vim para São Paulo com 5 anos de idade. Sempre fui muito curiosa e falante; e, quando aprendi a ler, isso só ‘piorou’. Tive uma boa infância… rodeada de livros e de expectativas para o futuro. Só não contava que esse futuro estava bem próximo. Com a doença do meu pai, isso me fez arregaçar as mangas e começar fazer algo. O meu primeiro passo, então, foi orar, confiar e nunca desistir da recuperação do meu pai (nunca fui uma pessoa religiosa – não gosto de me descrever assim -, mas sempre tive muita fé em Deus; Ele me escolheu, e eu já sabia disso de alguma forma). Tudo isso me fez amadurecer e, finalmente, colocar a minha imaginação para a possibilidade.

Estudei em escola pública minha vida inteira e não tive muitas oportunidades, mas sabia que as poucas que tivesse eu deveria agarrar. No ano passado, soube de uma prova que me daria oportunidade de trabalhar como estagiária do ensino médio, no Tribunal de Justiça. Nunca gostei da área do Direito, mas sabia que isso seria uma oportunidade; primeiro pensei no financeiro… o pouco pra mim faria uma diferença. Mas quando passei nessa prova e comecei a trabalhar, vi que faria isso até de graça! É tão difícil um jovem de escola pública conseguir uma oportunidade e um caminho para crescer profissionalmente… Quando cheguei aqui no Tribunal, me apaixonei pelo Direito; literalmente, ‘paguei com a língua’’. Nem tudo está sendo flores, mas Deus colocou pessoas boas no meu caminho… sou rodeada por ajuda. E, claro, algumas para testar a minha paciência… mas eu consigo lidar com esse “stress”.

Este ano vou prestar vestibular… vou começar um curso preparatório, tanto para vestibular como para concurso público. Tenho milhões de planos…

Tudo vem com esforço de dedicação… o mundo não tem limites. Por isso, dê sempre o seu melhor e você vai colher o melhor! Tem uma frase do meu filme favorito, Rocky Balboa, que diz: ‘’O mundo não é feito somente de raios de sol e arco-íris, é um lugar duro e maldoso, e não importa o quanto você ache que é forte; ele sempre vai te deixar de joelhos, e te deixar assim permanentemente se você permitir. Nem você, nem ninguém vão bater tão forte como a vida. Mas isso não é sobre o quão forte você bate é sobre o quão forte você aguenta ser golpeado, e seguir adiante’.

Deus sempre tem o melhor, e essa é só a primeira página de um grande livro que está por vir”.

Lídia Xavier

Alguém me livre da cópia!!!

por Carla Queiroz Pereira em Diário de uma estudante

Acabei de inaugurar uma nova categoria para o blog: “Diário de uma estudante”. Trata-se de um espaço aberto para que alunos do ensino fundamental e médio escrevam suas experiências na escola! Hoje, quem escreve é a Lídia, uma garotinha amante dos livros (ver o seu relato no post “Amo ler”, categoria “sensações de quem escreve…”), de livrarias e boas bibliotecas.
Ela tem muita história para contar, e, por isso, escreverá muuuuuuuuiiiitos outros textos no Diário!

Olá gente! Sou eu de novo, a Lídia. Tudo bem? Agora já tenho 11 anos, estou na 5ª série e estudo em um colégio de São Paulo. Estou escrevendo pra falar sobre a cópia. Tenho professores que só mandam os alunos fazerem cópia. É um horror!!!
Eles falam: “Vamos copiar a página 136 agora!!
É uma sensação horrível… já estamos cansados e a professora manda fazer cópia, não é nada legal. Não dá para aprender, mas os professores insistem na cópia. Eu acho que é uma maneira de deixar os alunos quietos…, sempre a mesma coisa, todo santo dia. Como eles querem que a gente aprenda, se não ensinam de uma maneira diferente… de uma forma legal e interressante?

Posts Recentes
Comentários Recentes
Quem escreve este blog
Falar para escrever
6 outubro 2017
Daniela: Sua explicação foi simples e objetiva. Me ajudou muito. Obrigada...
josiane: Bom dia! Gostaria de conhecer melhor qual é a sua forma de trabalho. Quero me prepara...
Carla Queiroz Pereira: Que bom, Carolina! Aproveite o blog! Beijo grande....
Carolina: AMEI a sua explicação, professora! Farei esse tema para a nossa próxima redação! :) S...
michele: Olá Carla, Li seu artigo sobre as discursivas e concordo com o que você disse, princ...
Carla Queiroz Pereira, mestre em Linguística/área Neurolinguística pela Unicamp, presta consultoria em linguagem a profissionais e estudantes, ministra palestras e cursos com temas voltados às questões linguístico-cognitivas e prepara candidatos a concursos públicos para enfrentarem as redações, questões discursivas e questões de interpretação de texto.

carla@aescritanasentrelinhas.com.br