Que não faltem palavras!

maio 9th, 2016 por Carla Queiroz Pereira

Não por acaso me acho nas palavras e sou achada por elas, nelas. Também me perco muitas vezes, claro. Quando achamos que estamos no domínio das palavras ou em qualquer situação de conforto, elas nos dão uma rasteira enorme. Palavras mal comportadas, palavras bem vestidas, palavras ingratas, palavras polissêmicas, palavras amordaçadas, palavras febris, palavras abreviadas, palavras apreciadas, palavras erradas, palavras cortadas, palavras bem humoradas, palavras desconhecidas: é o sabor das palavras. Falte qualquer coisa, mas não PALAVRAS! A mim, que de tanto falar “palavras”, já quase estranha o som “palavras”. Qual é a voz da sua palavra?