Eleições: “o poder está sempre vazio”

outubro 2nd, 2010 por Carla Queiroz Pereira

“Eleições (…) não significam ‘mera alternância no poder’, mas assinalam que o poder está sempre vazio, que seu detentor é a sociedade e que o governante apenas o ocupa por haver recebido um mandato temporário para isto. Em outras palavras, os sujeitos políticos não são simples votantes, mas eleitores. Eleger, como já dizia a política romana, significa exercer o poder de ‘dar aquilo que se possui, porque ninguém pode dar o que não tem’, isto é, eleger é afirmar-se soberano para escolher ocupantes temporários do governo”.

Fonte: CHAUÍ, M. Escritos sobre a universidade. São Paulo: Ed. Unesp, 2001.