Coelho bota ovo?

abril 12th, 2009 por Carla Queiroz Pereira

Páscoa, o que é isso? Páscoa tem coelho? Coelho bota ovo? O ovo que ele bota é de chocolate? Como assim, ovo de chocolate?

Neste blog, constantemente falamos de linguagem, sentido, a relação do sentido com os fatores históricos etc. E, por isso, é impossível olharmos para o mundo ao nosso redor e não refletirmos sobre aquilo que ele nos apresenta. Assim, refletindo sobre o tema “páscoa”, solicitei a um apreciador do blog, Josias Jônatas, que escrevesse para nós. Não deixe de ler!!!

“A história sobre a páscoa é muito mais antiga do que podemos imaginar, e está registrada no livro mais vendido de toda a história da humanidade: a Bíblia! Em seus relatos, Páscoa significa “passagem sobre“.
Após mais de 400 anos de escravidão no Egito, o povo de Israel viu-se diante da salvação preparada por Deus para os libertar. Ao findar a nona praga lançada contra o povo egípcio, Faraó ainda endurecia o seu coração para não permitir que Moisés conduzisse o povo ao deserto, e dali à terra prometida de Canaã.

Face à dureza de coração de Faraó, Deus ordenou que Moisés dissesse a todo povo que providenciasse um cordeiro, tenro, sem defeito e que fosse assado para ser comido por toda a família israelense. Assim, cada família tomou o seu próprio cordeiro e o preparou para a ceia, conforme Deus ordenara. Ainda, com o sangue do cordeiro, cada família de Israel deveria pintar os umbrais das portas de suas casas.

À meia-noite, o anjo do Senhor veio visitar cada casa nas terras egípcias, e ao encontrar o sangue nos umbrais da porta, ele passava sobre aquela casa. Do contrário, se o sangue não estivesse ali como sinal, o Anjo entrava e feria de morte o primogênito da casa. Foi exatamente isso o que ocorreu dentro das famílias egípcias; nem mesmo o filho de Faraó foi poupado. Ao amanhecer, ouviu-se grande choro dos egípcios pela morte de seus primogênitos, e Faraó ordenou a saída de todo o povo de Israel de suas terras. Dessa forma, Deus providenciou que seu povo fosse libertado da escravidão no Egito.

A história se repete quase 1500 anos depois, quando Jesus veio como o Salvador da humanidade. E como aquele cordeiro sem defeito, foi oferecido em nosso lugar para nos salvar do mesmo destino dos primogênitos dos egípcios.

Para falar com o autor do post:josjop@yahoo.com.br”>josjop@yahoo.com.br