Regras gramaticais & Aprendizagem da Escrita – Parte I

julho 14th, 2008 por Carla Queiroz Pereira

Normalmente as pessoas pensam que a produção de bons textos está diretamente associada ao conhecimento de regras gramaticais… de análise sintática…

Gostaria, portanto, de expor um trecho do livro A Norma Oculta: língua & poder na sociedade brasileira, do professor de Lingüística da Universidade de Brasília (UnB), Marcos Bagno:

jornal.JPG

Estruturas textuais características da língua escrita mais monitorada só podem ser apreendidas e aprendidas se a pessoa tiver contato com elas, e este contato se faz por meio da leitura e da escrita. Por isso, não adianta entupir a cabeça das pessoas com regras, exceções, nomenclaturas e definições. Não é assim que alguém vai aprender a ler e a escrever. Isso não é ‘ensinar português’, é simplesmente decorar a gramática normativa, e há muito tempo os lingüistas e educadores vêm demonstrando a inutilidade dessa prática secular. Só se aprende a ler e a escrever, por mais incrível que pareça, lendo e escrevendo. A idéia de que a boa leitura e a boa produção de textos depende do conhecimento pormenorizado da gramática normativa é uma falácia que precisa ser combatida” (Bagno, 2003, p. 188). 

Falaremos bastante sobre esse importante tema!!!