O elemento SE e a relação semântica de condicionalidade

junho 13th, 2008 por Carla Queiroz Pereira

Comentarei aqui uma questão da última prova da ESAF para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Federal. Escolhi tal questão para publicar no blog depois que dei uma aula particular a um aluno que está se preparando para concursos da área fiscal. Dar aula de Interpretação de Textos é legal por várias razões. Na referida aula pude compreender que faltava ao aluno uma reflexão sobre o uso, no texto, do elemento SE… faltava entender o que era a chamada “relação de condicionalidade”.

A questão é a seguinte:

questao-esaf-coesao-pelo-se.JPG

questao-esaf-coesao-alternativas.JPG

O enunciado da questão pede que o candidato identifique a relação de condicionalidade argumentada no texto. Ele deverá, portanto, saber que o elemento SE, presente nas alternativas, estabelece tal relação. Também deverá observar qual a relação de sentido estabelecida pelo elemento SE,  nas alternativas; observar se a relação está de acordo com a argumentação construída no texto.

Antes de fazermos alguns comentários sobre o texto, vejamos um simples exemplo em que observamos o funcionamento do SE estabelecendo relação de condição:
VOCÊ PASSARÁ NO CONCURSO SE ESTUDAR MUITO.

Na frase acima, estudar muito é uma condição para ser aprovado no concurso; o SE, portanto, estabelece uma relação de condição.Voltemos à questão da prova: O texto coloca a necessidade de se criar critérios objetivos para a seleção de projetos como condição para que sejam evitados erros graves na condução de PPP. Erros – que podem custar caro para serem revertidos – só poderão ser evitados se forem criados critérios objetivos para a seleção de projetos. Essa informação não está explícita no texto; é construída após completa leitura. (É um claro exemplo de que o sentido do texto se constrói não a partir de suas partes isoladas).Tal construção se dá a partir das seguintes informações: de que “é urgentemente necessário criar critérios objetivos para a seleção de projetos” (L. 1); de que a autoridade pública deve ser obrigada a comprovar o atendimento a critérios de interesse público; de que ações do governo podem gerar graves erros na condução de  programas de parcerias público-privadas (L. 11, 12 e 13).

 

Resposta correta: D