Charges & Interpretação

abril 21st, 2008 por Carla Queiroz Pereira

Lendo o título deste post você pode questionar : “Mas o que as charges têm a ver com interpretação de textos? Tudo a ver. Se você achava que não, aqui vai a primeira questão:

1. O que você entende da charge abaixo? 

Maioridade Penal 
Fonte: Jornal Folha de São Paulo – 12/02/2007

E uma segunda questão:

2. Como foi possível compreendê-la?

Os textos têm a propriedade intrínseca de se constituir a partir de outros textos. Por isso, todos eles são atravessados, ocupados, habitados pelo discurso do outro. Essa charge, por exemplo, só pode ser compreendida se você conhece o discurso de que a redução da maioridade penal garantiria maior paz e segurança aos brasileiros (conhecimento de mundo). Contrário a esse tipo de concepção, o autor da charge mostra que a redução pura e simples da maioridade penal para adolescentes infratores não é suficiente para diminuir a quantidade de crimes cometidos e, conseqüentemente, o número de infratores nos presídios.  

Fique de olho: charges, piadas, propagandas e tirinhas são cada vez mais freqüentes em provas de concursos. As bancas examinadoras querem saber justamente isso: se você consegue identificar e analisar os fatores que mobilizaram um determinado sentido.